Wednesday, 16 April 2014

Entregar tudo a Deus ajuda-me a ver melhor

Senhor,
a Verdade, a realidade, é o Amor,
porque a realidade é Cristo.
Senhor, dai-me um coração
que saiba entregar-Te sempre todas as minhas preocupações,
medos, sofrimentos,
confiante de que em tudo Tu me guiarás
pelos Teus caminhos.
Desejo entregar-me a Ti Senhor,
para que operes em mim
e eu possa, depois, derramar a Tua beleza, alegria e Amor
sobre os meus irmãos.


(http://orar.carmelitas.pt/)

Beata Maria Cândida da Eucaristia, Carta a uma Carmelita Descalça, L III, 26

«Confia em Deus sem limites.
Não obstante as tuas grandes misérias e infidelidades,
confia;
e depois de teres caído,
confia:
nunca, nunca, nunca desesperes!
A Sua misericórdia é um mar,
em relação ao qual as tuas culpas,
mesmo as enormes,
não podem deixar de se afogar neste mar
e desaparecer.
Recorda sempre isto.»


Senhor, concede-me a humildade
que traz consigo a confiança ilimitada no Teu poder e bondade
e a certeza da Tua misericórdia sobre os meus pecados que,
apesar de grandes,
são como um grão de poeira
ou como uma gota de água lançada
no braseiro ardente da Tua misericórdia infinita.
Que hei-de temer quando sou tão amado?
Que este amor me dê forças para me renovar interiormente
na capacidade de entrega aos meus irmãos
e os possa atrair sempre mais para Ti.


(http://orar.carmelitas.pt/)

Serva de Deus Irmã Lúcia de Jesus, Apelos da Mensagem de Fátima, cap. 8

«Há depois a oração que habitualmente se designa por «contemplação».
Consiste num trato de maior intimidade com Deus;
A pessoa compenetra-se mais intensamente
da presença de Deus em si mesma
e entrega-se mais intimamente à acção da graça,
da luz e do amor de Deus nela. […]
São poucas, muito poucas as almas que chegam aqui,
Porque são poucas, muito poucas
as que se desprendem totalmente do materialismo da vida,
das ambições nascidas do amor próprio,
da cobiça, do orgulho e das honrarias.
E, se bem que estas coisas possam não chegar a ser pecado,
todavia prendem a alma ao pó da terra
e impedem-na de se elevar até às regiões mais altas
do sobrenatural.»


Senhor,
É tão difícil não fazer caso daquilo de que todos fazem caso:
modas, poder, honras, riquezas, prazeres…
Queres que esteja no mundo e não seja do mundo.
Sim, bem, sei,
tens um mundo inteiramente novo para me concederes.
Ajuda-me, Senhor, a imitar-Te,
para Te conhecer e amar.


(http://orar.carmelitas.pt/)

É incalculável o valor da mais pequenina coisa

Ensina-me, Jesus,
a amar o Amor
e a estar totalmente disponível
para conTigo e como Tu
servir o amor do Pai
aos meus irmãos.


(http://orar.carmelitas.pt/)

A Tua presença

Senhor,
disse um autor espiritual que
“com a Tua Cruz não vens abolir a morte e o sofrimento,
nem mesmo explicá-lo, mas enchê-lo da Tua presença”.
No meu sofrimento ninguém me pode acompanhar,
ninguém pode sentir a minha dor senão eu só,
ninguém pode conhecer o seu tamanho,
a sua ordem de grandeza.
Mas Tu, Senhor, podes tudo isto
e sentes comigo e em mim
o que eu sinto e sofro.
Conheces tudo o que sinto
a partir de dentro de mim.
Acompanhas-me, Senhor
e o saber-me acompanhado e compreendido
é o melhor bálsamo para as minhas dores físicas e morais.


(http://orar.carmelitas.pt/)
 

Amar-Vos em todas as coisas

Senhor,
Vós que dissestes
“sede perfeitos como o Vosso Pai celeste é perfeito”
também me dareis as forças
para Vos amar em todas as coisas.
Que preciso então?
A Vossa graça, momento a momento…
e determinação firme da minha parte.
Em cada momento, cada dor,
cada situação difícil,
cada pena interior,
cada esforço,
possa eu lembrar de vo-Lo oferecer,
ainda que com dificuldade,
mas com desejo de Vos servir e amar,
sabendo que cada acto de amor da minha parte,
repercute como um bálsamo sobre todos os meus irmãos.


(http://orar.carmelitas.pt/)

Viver com Deus

Senhor,
Que a minha realidade mais concreta sejas Tu,
que o exercício da Fé
me abra os olhos do coração para Te “ver” em todas as coisas
e ver todas as coisas em Ti.
Então as coisas, os problemas, as pessoas e eu próprio
passaremos a ser vistos a uma outra luz,
a realidade torna-se mais transparente
e poderei ver a verdade que agora não vejo:
as dificuldades serão encaradas com outros olhos
e o meu coração baterá ao compasso do Teu
e só terá sentimentos de perdão e misericórdia
para com aquele que me fazem menos bem.
Tudo ficará relativizado
em comparação desse bem maior que será:
“conhecer a Cristo”!


(http://orar.carmelitas.pt/)

Frei Lourenço da Ressurreição, A prática da presença de Deus, VIII, 6

«Devemos examinar cuidadosamente
quais são as virtudes que nos são mais necessárias
e as que nos são mais difíceis de adquirir,
os pecados em que caímos mais vezes
e as ocasiões mais frequentes e inevitáveis das nossas quedas;
devemos recorrer a Deus com uma inteira confiança
na ocasião do combate
e permanecer firme na presença de Sua divina Majestade,
adorando-O humildemente,
mostrando-Lhe as nossas misérias e fraquezas,
pedindo-Lhe amorosamente o socorro da Sua graça,
e assim n’Ele
encontraremos todas as virtudes,
sem nós termos nenhuma.»


Senhor,
Posso fazer algumas coisas boas,
mas em certas circunstâncias
não deixo de manifestar a minha limitação…
que é muita!
Então porque não expor-me à acção do Teu Amor?
Senhor,
quero entregar-me totalmente a Ti,
quero que sejas o centro da minha vida e…
“tudo o mais me será dado por acréscimo”.


(http://orar.carmelitas.pt/)

Beata Maria Cândida da Eucaristia, Novenas - Pensamentos - Poesias, 61

«Não confies nunca em ti mesmo,
não presumas de ti,
mas, com humildade, recorre à luz de outros.
Sucede tantas vezes que a luz que desce sobre uma alma,
deve-se mais a um conselho que se pediu
do que à eficácia do nosso próprio entendimento,
do nosso próprio saber.»



Senhor,
quantas vezes o facto de sentir
que não posso tudo por mim mesmo,
pedir conselho,
e abrir-me à opinião dos outros,
leva-me a encontrar a melhor solução,
E o melhor resultado
não foi a solução em si,
pois que esta apenas se alcançou
por causa da minha atitude de abertura a Ti.
E é esta atitude que vale mais que tudo!
Senhor, Tu és comunhão e só Te encontramos verdadeiramente
quando somos capazes de fazer comunhão com os irmãos,
a começar pelos mais próximos!
Dá-me a tua graça,
para que assim seja na minha vida!


(http://orar.carmelitas.pt/)

S. João da Cruz, Cântico Espiritual 1, 2-3 e 6

Senhor,
É tão bom saber-Te tão perto,
mas contudo, eu posso estar tão longe…
Que me acostume a olhar para dentro de mim,
a dar uma atenção selectiva aos acontecimentos da minha vida,
de forma que nada me afaste de Ti
e tudo me leve ao Teu encontro.
Ajuda-me, Senhor!


(http://orar.carmelitas.pt/)

Santa Teresa dos Andes, Carta 141

Senhor,
Fazer a experiência concreta do Teu amor por mim
muda-me a vida, a existência,
o olhar sobre as coisas e as pessoas.
Por isso, Te peço uma vez mais, neste dia:
revela-Te na minha vida,
ajuda-me a abrir os olhos do coração e da fé
ao amor infinito com que me amas.
Esta experiência é possível,
mas tem que estar precedida
pela minha vida de fidelidade
em procurar sempre abrir o coração aos outros,
em procurar ver-Te em todas as coisas.
Então, um dia, os meus olhos encontrar-se-ão com os Teus!
Quero “ver-Te”, Senhor!
Na minha pouca fidelidade, ajuda-me!


(http://orar.carmelitas.pt/)

Santa Teresa do Menino Jesus, Manuscrito A, 32rº

«O bom Deus fazia-me sentir
que a verdadeira glória
é a que há-de durar eternamente,
e que para lá chegar
não é preciso fazer actos heróicos,
mas esconder-se e praticar a virtude.»



Senhor,
a glória eterna alcança-se na discrição,
no apagamento,
no fazer o que tenho que fazer
sem olhar a aplausos, a que me estimem,
a procurar uma imagem diante dos demais…
Fazer a Tua vontade com simplicidade,
como uma mãe que trata o seu filhinho
e se sacrifica por ele, sem olhar para si mesma.
Senhor, como estou longe desta autenticidade.
Só a alcançarei quando me sentir alcançado por Ti
e Tu fores o meu centro, o meu amor,
a razão de toda a minha vida.
Ajuda-me, Senhor, a caminhar
ao encontro desta graça.


(http://orar.carmelitas.pt/)

Tuesday, 15 April 2014

Ajuda-me a encontrar tempo para estar conTigo, Senhor!

Senhor,
Sempre que tomo consciência que estou diante de Ti,
de um Outro que és Tu,
estou a fazer oração.
Porque este acto de me colocar na Tua Presença
exige a Fé, a esperança e o amor,
ao exercitar estas três virtudes teologais,
elas aumentam em mim
e dão-me força para amar.
Senhor,
sem Ti,
o mesmo é dizer,
sem a oração,
não posso caminhar,
não tenho força para amar.
Dá-me a graça de abrir pequenas brechas no meu tempo,
clareiras na minha vida,
para estar a sós conTigo
e deixar-me invadir pelas torrentes do Teu amor e graça,
mesmo insensivelmente.
A oração é a fonte de todos os bens!
Ajuda-me a encontrar tempo
para estar conTigo, Senhor!

 
(http://orar.carmelitas.pt/)

Santa Teresa Benedita da Cruz, Edith Stein , Obras 35

«Ele quer vir a cada um:
alimentar-nos como uma mãe a um filho,
com a Sua Carne e o Seu Sangue»


Senhor, concede-me que a verdade do sacramento
se cumpra na minha vida,
que a obra de salvação que em mim começaste
chegue ao seu termo,
através das minhas obras e entrega aos irmãos.
Mas, para isso preciso de regressar sempre a Ti,
à oração, à Eucaristia, aos Sacramentos!...
Dou-te graças pelo mistério da Eucaristia,
Por nos unirdes a todos no Teu Amor
E fazerdes de todos nós o Teu Corpo.


(http://orar.carmelitas.pt/)

Quando sinto que os meus pés vacilam... Tudo transformas em amor!

Senhor,
Sei que devo confiar em Ti
mesmo quando sinto que os meus pés vacilam
sobre a estrada da minha vida.
Sim, Senhor, é fácil confiar quando tudo corre bem, mas…
e quando tudo corre menos bem?
Meu Jesus, dá-me a coragem, a ousadia, a valentia e a perseverança
para confiar em Ti sempre,
mesmo quando não Te “sinto”,
mesmo quando sofro.
Sei pela fé que estás comigo
e transformas para mim o mal em bem
e isso me basta!
Ajuda-me Senhor,
para que possa fazer a experiência
de que a fé me basta…
e bendirei sempre o Teu Nome.


(http://orar.carmelitas.pt/)

Santa Teresa de Jesus, Caminho 7,8

Senhor,
Tu dizes, pela boca do Apóstolo:
“Há mais alegria em dar do que em receber”.
Ensinas-me que a alegria é grande
quando eu posso encher o outro de alegria.
A tristeza diminui quando se reparte,
mas a alegria aumenta quando se partilha.
Dar e repartir, até gastar-me
e morrer de amor pelos meus irmãos.
Sim, isto é possível,
desde que mantenha sobre Ti o meu olhar.
O Teu olhar e luz guiar-me-ão em cada momento,
para realizar as obras do Teu amor,
do bem,
da alegria.
Ajuda-me, Senhor!


Beato Francisco Palau, Carta 6, 4

«Que a oração pelas necessidades da Igreja
seja curta e frequente
e, no resto, ocupa-te do bem do próximo.
Ocupar-se do bem do próximo por Deus,
é cuidar de Deus no seu corpo moral
e ser em verdade de Deus.»

Senhor,
sei que a minha oração
não terá grande valor
se não for acompanhada pelas obras.
São as minhas obras de amor
que dão força à minha oração
e a tornam verdadeira diante de Ti.
Se rezo pelos pobres,
deverei cuidá-los
para que a minha oração seja escutada por Ti.
Se rezo pelos casais em dificuldade,
devo procurar ser amável e afável,
perdoar e dialogar,
a começar pelos da minha casa.
E assim por diante…
Senhor, concede-me a graça de Te servir em Pessoa,
na pessoa de todos aqueles que colocas no meu caminho,
especialmente naqueles que me estão mais próximos…
e a minha oração fará milagres de amor,
segundo a Tua vontade!


Presença de amor

Senhor,
Quero fazer da minha vida uma oração contínua.
Não me é fácil
acertar conTigo o meu passo,
mas a pouco e pouco,
procurando olhar-Te sempre,
ter os Teus critérios,
a Tua forma de agir,
começarei a “ver-Te”
e experimentarei
essa Tua doce, forte e suave
presença de amor.


É no fundo do túnel do meu sofrimento que Te encontro à minha espera

Senhor,
como me custa o sofrimento,
como desejo fugir-lhe sempre que posso!...
E contudo não posso fugir-lhe.
Ele faz parte da vida de todos,
da minha vida.
É um pleonasmo dizê-lo,
mas a coisa que mais me custa na minha vida é sofrer!
Aí está tudo quanto eu queria evitar!
Mas, precisamente por isso,
é no sofrimento que descubro os meus limites,
as minhas incapacidades e pecado,
é aí que estou mais indefeso e indigente,
mais perto da minha verdade.
E é aí, no fundo do túnel do meu sofrimento
que Te encontro à minha espera.
És o Único que me acompanha,
porque foste o Único que abraçou o meu sofrimento
para me amar.
Sim, no fundo do meu cálice amargo
sei que não estou só
e que nenhum sofrimento é sem sentido:
oferecendo-o a Ti transforma-se, misteriosamente,
em salvação e redenção,
conforto e ajuda para muitos.
Senhor, aumenta a minha fé!


Santa Teresa Benedita da Cruz, Cartas 114-115

«Não és apenas tu quem comete muitas faltas:
todos as cometemos.
Mas o Senhor é paciente e rico em misericórdia.
Na Sua Providência
também pode tirar proveito das nossas faltas,
se as colocamos diante do altar.
“Tu Senhor, não desprezas,
um coração humilhado e contrito” (Salmo 50).
Este é um dos meus versículos preferidos.»


Senhor,
Tu conheces o íntimo do meu ser,
conheces o amor egoísta que assalta o meu coração,
conheces a corrente de orgulho
que me impede de ser livre.
Sabes que, tantas vezes,
não faço o bem que quero
e faço o mal que não quero.
Venho diante de Ti,
não quero esconder-Te o meu pecado,
porque sei que sempre acolhes
com imensa misericórdia,
um coração humilhado e contrito.
Tu, Senhor, és o único
que podes tirar o bem do mal
e nas nossas faltas fazer brilhar
a luz imensa da Tua misericórdia!
Sinto-me curado pelo Teu amor!
Desejo ser igualmente misericordioso
e bom samaritano
para as feridas e limitações dos meus irmãos.
Que todos possam fazer a experiência
de serem libertados e salvos
pelo Amor que vem de Ti!