Pope Francis

Pope Francis

Saturday, 13 September 2014

Felicidade

A única coisa que faz a diferença entre uma vida feliz e uma vida infeliz é que na primeira tem-se sempre prazer no cumprimento do dever em toda e qualquer circunstância. Numa vida totalmente infeliz apenas se tem prazer no não cumprimento do dever.

Autor desconhecido (século XII)

Saturday, 19 July 2014

Da soberba

As grandes quedas, as que causam destroços sérios na alma, e às vezes com resultados quase irremediáveis, procedem sempre da soberba de nos crermos adultos, auto-suficientes. Nesses casos, torna-se predominante na pessoa uma espécie de incapacidade de pedir ajuda a quem a pode dar: não só a Deus, mas também ao amigo ou ao sacerdote. E aquela pobre alma, isolada na sua desgraça, afunda-se na desorientação e no descaminho. (Amigos de Deus, 147).

(http://www.opusdei.pt/pt-pt/dailytext/)

Sunday, 13 July 2014

Christian Meditation

Meditation is simply sitting attentively, thanking God for all that we discover, breathing, physical sensations, the movements of the mind, the spiritual discoveries...

How should you begin? For small spaces of time and starting with simple things: being with attention to breath for a period of ten seconds, twenty seconds, thirty seconds is a good way to start.

When the thought goes away, grab it again to breath. Then go constantly increasing the time devoted to attention, breath, thank God, the saliva in your mouth, the food we eat, thank God, to odors, even though almost imperceptible, that surround us, the sensations on the skin, starting by the feet, the legs, the trunk, the arms, the head, always slowly, thank God, by the sounds we hear, the silence of a church or our bedroom, with the distant sounds of the hustle of the city or the birds chirping , thank God, we see the beautiful landscapes, the small details, a flower, a bird, a stone, a work of man, thank God...

Attention, meditation, is to be with God.

There are three levels of attention.

On a first level, inattention is almost complete, is when we are almost entirely in the hands of evil.

On the second level, we concern ourselves in "be careful" but is a worldly attention that in which we are focused, the concern is controlling, to pay attention to that "things are not going wrong." In this second level, even when we are concerned about the welfare of others (and not caught up in a purely selfish attention), we are still playing on the ground of evil, sometimes anxious, frustrated elsewhere; although we have some maneuverability (which we have not when we are simply inattentive), we continue to play in the enemy's ground, and it is he who determines most of our actions.

At a third level, we are mindful, simply attentive, attentive to everything and every detail. Without judging. Without worrying. Knowing that everything is in God's hands and that the best way we can help is to be with the utmost attention to everything, especially to the little things, the simple things. As if we were God's eyes, God's ears, the smell of God, the skin of God, the taste of God, the breath of God, the body of God, the thought of God.

Saturday, 12 July 2014

A verdadeira revolução é a da compaixão e da ternura

Cultivar uma Escuta Atenta
Desenvolver uma lucidez compassiva e operativa
A verdadeira revolução é a da compaixão e da ternura, a fazer crescer a amizade no lugar dos fantasmas da inimizade e da indiferença.
(Palavras do Papa Francisco por ocasião do encontro com pessoas assistidas pela Comunidade de Santo Egídio, em Roma)

(http://ouvidovento.blogspot.in/)

Nunca é tarde para mudar a rota

Pedi-Lhe vós que meta os Seus desígnios na nossa vida: e não apenas na nossa cabeça, mas no íntimo do nosso coração e em toda a nossa actividade externa.

Garanto-vos que deste modo evitareis grande parte dos desgostos e das penas do egoísmo e sentir-vos-eis com força para propagar o bem à vossa volta.

Quantas contrariedades desaparecem, quando interiormente nos colocamos muito próximos deste nosso Deus, que nunca nos abandona!

Renova-se com diversos matizes esse amor de Jesus pelos seus, pelos doentes, pelos entrevados, quando pergunta: que se passa contigo? Comigo... E, logo a seguir, luz ou, pelo menos, aceitação e paz.

Ao convidar-te para fazeres essas confidências com o Mestre, refiro-me especialmente às tuas dificuldades pessoais, porque a maioria dos obstáculos para a nossa felicidade nascem de uma soberba mais ou menos oculta.

Pensamos que temos um valor excepcional, qualidades extraordinárias. Mas, quando os outros não são da mesma opinião, sentimo-nos humilhados. É uma boa ocasião para recorrer à oração e para rectificar, com a certeza de que nunca é tarde para mudar a rota. Mas é muito conveniente iniciar essa mudança de rumo quanto antes. (Amigos de Deus, 249).

(http://www.opusdei.pt/pt-pt/dailytext/)


Meditação cristã

Meditar é, simplesmente, estar com atenção, agradecendo a Deus tudo o que vamos descobrindo, a respiração, as sensações físicas, os movimentos da mente, as descobertas espirituais...

Como se deve começar? Por pequenos espaços de tempo e começando com coisas simples: estar com atenção à respiração por um período de dez segundos, vinte segundos, trinta segundos, é uma boa maneira de começar. Quando o pensamento se afasta, agarrá-lo outra vez à respiração.

Depois, ir aumentando constantemente o tempo dedicado à atenção, à respiração, agradecer a Deus, à saliva na boca, à alimentação que comemos, agradecer a Deus, aos odores, mesmo que quase imperceptíveis, que nos rodeiam, às sensações na pele, começando pelos pés, pelas pernas, pelo tronco, pelos braços, pela cabeça, sempre lentamente, agradecer a Deus, pelos sons que escutamos, pelo silêncio de uma igreja ou do nosso quarto, com os barulhos longínquos do burburinho da cidade ou dos pássaros a chilrear, agradecer a Deus, pelas paisagens belas que vemos, pelos pequenos detalhes, uma flor, um pássaro, uma pedra, uma obra do Homem, agradecer a Deus...

A atencão, a meditação, é estar com Deus.

Existem três níveis de atenção.

Num primeiro nível, a desatenção é quase total, é quando estamos quase inteiramente nas mãos do mal.

Num segundo nível preocupamo-nos em "estar atentos" mas é numa atenção mundana aquela em que estamos concentrados, é a preocupação em controlar, em estar atentos para que "as coisas não corram mal". Neste segundo nível, mesmo quando estamos preocupados com o bem-estar dos outros (e não embrenhados numa atenção puramente egoísta), estamos ainda a jogar no terreno do mal, ansiosos por vezes, frustrados noutras; embora tenhamos alguma capacidade de manobra (que não temos quando estamos simplesmente desatentos), continuamos a jogar no terreno do inimigo e é ele que condiciona a maior parte das nossas acções.

Num terceiro nível, estamos atentos, simplesmente atentos, atentos a tudo e a todos os detalhes. Sem julgar. Sem nos preocuparmos. Sabendo que tudo está nas mãos de Deus e que o melhor modo de O podermos ajudar é estar com a máxima atenção a tudo, sobretudo às pequenas coisas, às coisas mais simples. Como se fôssemos os olhos de Deus, os ouvidos de Deus, o olfacto de Deus, a pele de Deus, o paladar de Deus, a respiração de Deus, o corpo de Deus, o pensamento de Deus. 


Friday, 11 July 2014

10/7/2014 Pope Francis (@Pontifex): Do not be afraid to cast yourselves into the arms of God

Do not be afraid to cast yourselves into the arms of God; whatever he asks of you, he will repay a hundredfold.

Pope Francis ()

Beata Maria Cândida da Eucaristia, Novene, Pensieri, Poesie, 16

«Se queres que Maria fique contente,
se queres fazer com que Ela sorria,
faz com que Ela veja novamente o Seu Jesus,
em ti.»


Minha Mãe,
dar-Te alegria não é rezar terços sucessivos,
nem fazer muitas peregrinações aos Teus santuários,
nem oferecer-Te muitas flores.
Tudo isso é importante!
Contudo, o que Te dá mesmo muita alegria
é veres-me a praticar as acções do Teu Filho:
bondade, compaixão,
misericórdia, doçura,
perdão, ajuda,
solicitude pelo próximo,
sacrifício pelos outros…
São estas as flores que mais aprecias,
as contas do meu terço que Te fazem sorrir…
Senhora minha Mãe,
que todos os meus terços, peregrinações,
flores a Ti oferecidas
sirvam para me fazerem crescer
nesta sempre maior configuração com Cristo,
que me abre as portas do Paraíso a mim
e me ajuda a abri-la a todos os que me dás.
Ajuda-me, minha Mãe!


(http://orar.carmelitas.pt/)

Jesus, it's for You!

Jesus can handle anything!

When we pray

.

Tuesday, 8 July 2014

Senhor, Ajuda-me sempre a fazer a Tua vontade de Amor

Senhor,
Ajuda-me sempre a fazer a Tua vontade de Amor
no concreto da minha vida,
com aqueles que me dás
para amar,
para ajudar,
para compreender,
para perdoar,
para dialogar. 


(http://orar.carmelitas.pt/)

8/7/2014 Pope Francis (@Pontifex): With God, nothing is lost

With God, nothing is lost; but without him, everything is lost.

Pope Francis ()